09 de dezembro de 2019, Bom dia!
Buscar
                     

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Transferência de pré-embrião único

 

 

O CIM acredita no sucesso da transferência de pré-embrião único.

Na forma natural o pré-embrião implanta no endométrio da mulher quando alcança o estagio de blastocisto. Este é o estágio embrionário que possui um alto potencial de implantação e de gravidez. Se trata de prolongar o cultivo embrionário no laboratório durante 5 ou 6 dias ate que os pré-embriões alcancem o estagio de blastocisto e possam ser transferidos ao útero. Para o sucesso do desenvolvimento embrionário, é necessário que haja um ambiente adequado, alem da necessidade de meios de cultivos  que apresentam em sua formulação  os nutrientes necessários para o pré-embrião ao longo do seu desenvolvimento.

A quem o CIM oferece a transferência de Blastocisto:

·        Pacientes de bom prognóstico (com objetivo de evitar a gestação múltipla)

·        Pacientes com falha repetida de implantação

·        Pacientes que se devem evitar gestações múltiplas (útero com má formação, antecedentes de patologia obstétrica)

·        Paciente com idade materna avançada

·        Pacientes que irão se submeter ao PGD (o pré-embrião é mantido em cultivo prolongado até obter o resultado da analise genética)

·        Pacientes com aborto de repetição

·        Para otimizar os ciclos com pré-embriões criopreservados

 

Por que optar por transferir um único pré-embrião?

 

  • Por aumentar a taxa de implantação
  • Por diminuir as chances de gravidez múltipla
  • Por permitir uma sincronização mais fisiológica entre o pré-embrião e o endométrio

 

 

Devemos sempre considerar que nem todas as pacientes poderão optar pela transferência de pré-embrião único, uma vez que não são todos os pré-embriões que possuem o potencial de desenvolvimento para alcançar o estagio de blastocisto em um ciclo de estimulação.